sexta-feira, 20 de abril de 2012

Coisas da Vida


Pôr do sol na varanda. Sorriso de criança. Banho de cachoeira. Cabelo
desgrenhado, ao vento. Barulho de chuva como trilha sonora do sono. Sorvete
numa tarde de domingo. Caminhar descalço na grama. Dançar como se
ninguém estivesse olhando. Livros. Acreditar no paraíso. Amizade. Colher uma
flor para plantar afeto. Piada sem graça. Fotografia antiga. Família. Tempo
frio. Filmes antigos. Dedicatória em livro. Contar estrelas. Um cochilo depois
do almoço. Um cafuné. Mais livros. Uma tarde de folga. Passeio noturno em graça
poética desordenada. Ter fé em Deus. Banco de praça. Poesia simples.Encontrar afinidades infinitas. Desembarques. Esperar alguém, e vê-lo chegar. Cheirode terra molhada. Ser mimado quando uma doença quer derrubar. Outono. Picolé.Lágrima. Correr pro mar. Feriado.
Negrinho de panela. Viagens. Estrada.Distâncias próximas. Filosofar sobre a vida. Gargalhadas escandalosas. Banho de rio. Lua. Passarinho.
Eu, menino.
Luciano Martini

2 comentários:

kmfl disse...

"negrinho de panela" é brigadeiro? rsrsrsrsrs

sem palavras...

Karla Morgana

Melanie Brown disse...

O título e a descrição do blog, me lembram a letra de "Até Quando" Gabriel o pensador, boas lembraçs da minha adolescencia...

Abraço!