sábado, 18 de outubro de 2008

O Galo que cantava para o Sol nascer.


Era uma vez um galo que acordava bem cedo todas as manhãs, e dizia para a bicharada do galinheiro:- Vou cantar para fazer o sol nascer…
Ato contínuo, subia até o alto do telhado, estufava o peito, olhava para o nascente e ordenava, definitivo:- Có-có-ri-có-có…E ficava esperando.
Dali a pouco a bola vermelha começava a aparecer, até que se mostrava toda, acima das montanhas, iluminando tudo. O galo se voltava, orgulhoso, para os bichos e dizia:
- Eu não falei?
E todos ficavam boquiabertos e respeitosos ante aquela maravilhosa demonstração.
E se o galo ficasse rouco? E se esquecesse a partitura? Quem cantaria para fazer o sol nascer? O dia não amanheceria.
Aconteceu que certa madrugada o galo perdeu a hora. Não cantou para fazer o sol nascer.
E o sol nasceu sem o seu canto.
O galo acordou com o reboliço no galinheiro. Todos falavam ao mesmo tempo.
- O sol nasceu sem o galo… o sol nasceu sem o galo…
O pobre galo não podia acreditar naquilo que seus olhos viam: a enorme bola vermelha, lá no alto da montanha. Como era possível? Teve um ataque de depressão quando descobriu que não era seu canto que fazia o sol nascer. E a vergonha era muita.
Passou-se muito tempo sem que se ouvissem o cantar do galo, de deprimido e humilhado que estava.
Até que, uma bela manhã, o galinheiro foi despertado novamente com o canto do galo. Lá estava ele, como sempre, no alto do telhado, peito estufado.
- Está cantando para fazer o sol nascer?, perguntou o peru em meio a uma gargalhada.
- Não, ele respondeu. Antes, quando eu cantava "para" fazer o sol nascer, eu era um tolo.
Mais agora eu canto "porque" o sol nasce!
Não sou mais tolo, agora virei poeta...


(Este estória foi divulgada pelo Rubem Alves, eu só dei uma "adaptada")

4 comentários:

Danusa disse...

Muito boa! Pastorzinho!
Bem legal essa do galo!!ahahahah

Ana Tereza disse...

Ola Luciano,
Gostei muito da historia do galo e do seu blog.
Obrigada pela visita ao Persa Brasileiro na Provence e agora que conhece o nosso cantinho pode voltar sempre!
Um abraço!

Erika disse...

Poxa que legal, gostei!!
Muitas vezes agente faz coisas dependentes de outras, sem perceber que é muito mais proveitoso fazer independentemente...

Beijos e obrigada pela visita!!

lcd disse...

muuito bom:)

Karla Morgana