quarta-feira, 21 de maio de 2008

Antes da Chuva


Vento minuano de férias passadas
acaricia o entardecer desta tarde cinza
sinto o cheiro de terra molhada
anunciando a chuva que as nuvens escondem.

Respiro a canção da brisa fria
que me traz liberdade e nostalgia
a dança das folhas mudam o meu sorriso
a cidade me abraça.

Um comentário:

Ana Bazerque disse...

Já conhecia tua veia artística (teatro), mas esse lado poético me surpreendeu...é preciso coragem para admitir sentimentos profundos com os outros. Quem sabe o que mais pode vir por aí? Talento é que não falta. Tuas pregações são sempre uma aula, espiritual e cultural. Siga em frente pastor...a estrada é longa, mas vale a pena. Abraços.