quinta-feira, 24 de setembro de 2009


Amor é dado de graça,
é semeado no vento,
na cachoeira, no eclipse...

Drummond

Um comentário:

Almerinda disse...

Olá, Luciano!

Drummond é mesmo maravilhoso, não?!
Amor dado...

Forte abraço, poeta!