quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Imago Dei

“e vós sereis para mim reino de sacerdotes e uma nação santa.” Êxodo 19. 6
Sacerdote (em hebraico כהן )é a pessoa que estabelece uma ponte entre Deus e os homens. Um reino de sacerdotes – Na LXX a tradução “um sacerdócio real”, e 1Pd 2:9 segue esta tradução, bem como Ap 1:6; 5:10; 20:6 Todo o povo tornar-se-ia sacerdote, assim todos teriam direito de acesso livre a Deus, posteriormente a Reforma ressaltaria “o sacerdócio de todos os crentes”, referindo-se a este assunto.
Israel ia ser uma nação-sacerdote. Não que a nação seria composta por apenas sacerdotes, mas que ela serviria como uma nação sacerdotal. Estaria para ser, pelos projetos de Deus, a intermediária entre Deus e o restante de outras nações, para guiá-los até o Senhor, assim como a função sacerdotal era se por entre o Senhor e seu povo. Era desejo do onipotente que Israel fosse uma nação missionária para o mundo.
Portanto, ao convocar o povo para servir-lhe de sacerdotes, Deus os chama para mostrar ao mundo quem e como Ele é.
Aprouve a Deus se revelar ao mundo através de pessoas.
No primeiro mandamento o Senhor afirma “Eu sou o Senhor seu Deus...” para logo em seguida, no segundo mandamento, proibir a confecção de imagens para o representar (Ex 20, 1-4). Isto, em razão de que, na Antiguidade as pessoas conheciam seus deuses a partir de imagens. Fabricavam esculturas, pinturas e ídolos como representações físicas dos vulgos deuses em que acreditavam. A imagem do ídolo servia para revelar como e quem eram os seus deuses.
O nosso Deus, no entanto, é diferente.
Ele convida pessoas para serem seus sacerdotes, a mostrarem ao mundo como e quem Ele é, através de suas vidas. Não necessita de imagens e esculturas porque Ele usa pessoas para se revelar.
Somos sacerdotes, a graça de Deus em nossas vidas revela ao mundo a imagem de um Deus gracioso.
Um Deus perfeito que se revela através de pessoas imperfeitas.
Se bem que, na verdade somente uma pessoa conseguiu revelar a “expressa imagem” de Deus (Hb 1,3).
Jesus, homem.
Jesus, Deus.
Luciano Martini

Um comentário:

Almerinda disse...

Olá, Luciano! Gostei do texto e reflexão que provoca! Certamente, volto pro meu cantinho levando essa reflexão comigo...

Forte abraço
É sempre bom te ler!!!

Almerinda